Promoção de Saúde

“Promoção da saúde é um combinado de estratégias de assistência educacional e ambiental que encorajam comportamentos ou ações, individuais ou coletivas, as quais conduzem à saúde da população.”

A atividade física apresenta diversos efeitos benéficos ao organismo, sendo recomendada como uma estratégia de promoção da saúde para a população. Entretanto vários estudos apontam para um elevado índice de sedentarismo em várias faixas etárias, variando de 50% a 80%, isso em uma pesquisa feita em 2008.

As estratégias de promoção da saúde (tais como capacidade de construção; desenvolvimento comunitário; iniciativas econômicas e de instauração de políticas; educação para a saúde, orientação e desenvolvimento de habilidades; informação sobre saúde; marketing social) devem enfatizar mudanças nas condições de vida e trabalho da população, que por sua vez formam a estrutura dos problemas de saúde de uma sociedade.

saude 1

Muitos desses estudos atentam aos hábitos da atividade física, incorporados na infância e adolescência e em que alguns casos possivelmente possam transferir-se para idades adultas. De acordo com o Colégio Americano de Medicina Esportiva a aptidão física para a criança e adolescente deve ser desenvolvida como primeiro objetivo de incentivo a adoção de um estilo de vida apropriado com a prática de exercícios por toda a vida, com o intuito de desenvolver e manter condicionamento físico suficiente para melhoria da capacidade funcional e da saúde (ACSM, 2007).

Devem ser realizados programas escolares, projetos sociais, focando em mudanças na educação e do comportamento para incentivar o engajamento em atividades apropriadas não somente dentro das escolas. Professores de educação física, educadores físicos e profissionais da área tendem a se apresentar em um ato de extrema importância para auxiliar e nas formas de integrar outros aspectos a promoção da saúde (bons hábitos nutricionais, não fumar, o perigo das drogas relacionando o esporte, etc.) nas instruções relacionadas à saúde (ACSM, 2007).

A criança ou adolescente que é fisicamente ativo tem mais chance de se tornar um adulto ativo e se destaca no ponto de vista de saúde pública e medicina preventiva, a promoção da atividade física na infância e na adolescência tem um significado especial que é estabelecer uma base sólida para a redução do sedentarismo na idade adulta, contribuindo assim para uma melhor qualidade de sua vida.

Embora a prática de atividade física tenha sido considerada como comportamento saudável pelas sociedades de uma forma geral, a prova científica documental apontando os vários benefícios da prática de atividade física sistemática é relativamente recente.

Vários estudos epidemiológicos têm demonstrado que indivíduos fisicamente ativos vivem mais que indivíduos sedentários e têm menos propensão a desenvolver vários tipos de doenças crônicas incluindo doenças coronarianas, hipertensão arterial, diabetes do tipo 2, osteoporose, câncer do cólon, ansiedade e depressão. Além disso, estudos epidemiológicos e experimentais já demonstraram que a atividade física tem efeitos benéficos no metabolismo de lipídios, na pressão arterial, composição corporal, intolerância à glicose, sensibilidade à insulina, densidade óssea, e funções imunológicas e psicológicas.

saude 2

Então, façam dessa prática um hábito e vivam melhor! Bons treinos!

Série Suplementos: Dextrose e Maltodextrina

A dextrose e a maltodextrina são um dos suplementos mais utilizados pelos praticantes de exercícios aeróbicos. Eles são ideais para fornecer energia e melhorar o desempenho, fazendo com que você consiga se exercitar por mais tempo e com mais intensidade. Mas é preciso ficar atento para não ingerir de maneira irregular. O ideal é que estes sejam ingeridos apenas durante o exercício e, de preferência, acompanhados de alguma proteína.

A dextrose, também conhecida como glicose, é um derivado da conversão enzimática do amido de milho, monossacarídeo e quimicamente é considerado um carboidrato simples por possuir uma estrutura molecular de tamanho reduzido, o que facilita sua digestão e rápida absorção, acarretando em poucos minutos um aumento da taxa de glicose no sangue. por este motivo, é usada como uma das principais fontes de energia pelo corpo. Possui alto índice glicêmico e é utilizada quando se precisa de alguma fonte de energia imediata e não tem longo prazo.

É comum que muitas pessoas façam uma pequena confusão quanto a diferença entre a dextrose e a maltodextrina. A dextrose é de fácil administração e consegue elevar os níveis de energia. Além disso, a glicose que há na dextrose, é essencial para que ocorra a absorção de nutrientes por parte do organismo. Nenhum nutriente entra nas células sem a ajuda da glicose, inclusive a proteína. Por possuir um alto índice glicêmico, sabe-se que o pico de insulina também será alto, e quanto maior for o pico de insulina, maior será o transporte de proteínas, glutamina, aminoácidos como BCAA aminoácidos de cadeia ramificada), creatina e outros nutrientes. Outra diferença é que a maltodextrina não permite que ocorra uma queda brusca da glicemia (nome dado à quantidade de glicose (açúcar) existente no sangue), uma função que não faz parte da dextrose.

A maltodextrina é um carboidrato complexo proveniente do amido, normalmente de milho, mas pode ser de outros alimentos, com a mandioca. Ela é constituída por polímeros de glicose e apesar de ser um carboidrato complexo e precisa passar primeiro pelo fígado para que possa ser processado. Ou seja, ela demora mais de ser distribuído no organismo e isso faz com que não seja a ideal para ser utilizada no pós-treino e sim, antes e durante os treinos. Também orientada para pessoas que praticam atividades físicas aeróbicas de alta intensidade e longa duração, como a corrida, por exemplo. Quando consumida antes do treino, irá garantir que o corpo tenha as quantidades corretas de glicose para a prática segura de exercícios, poupando as proteínas teciduais e evitando a hipoglicemia. Seu consumo irá fornecer energia para a pessoa durante os treinos e, ao ser ingerida, após os treinos, ajuda a repor o glicogênio muscular. Assim, evita que as proteínas sejam utilizadas como fontes energéticas, favorece a absorção desta substância pelos músculos e contribui para a melhor recuperação muscular.

dextrose milho

Com a quantidade de carboidratos correta distribuída no organismo, os praticantes de atividades aeróbicas não correm o risco de ter baixos níveis de glicose no sangue e desenvolver um distúrbio homeostático, uma série de problemas que pode ocorrer em decorrência da falta de açúcar no organismo, como hipoglicemia. Além disso, as proteínas não precisam ser utilizadas como fontes de energia e podem proporcionar outros benefícios para o organismo.

O consumo em excesso de ambas pode acarretar alguns problemas. Pode ocorrer um aumento na produção de insulina, em decorrência dos picos de glicose, o que favorece a hipoglicemia. Em doses muito altas também há o risco de diarreias, náuseas e vômitos. Também leva ao ganho de peso, pois, se os carboidratos da maltodextrina não são totalmente utilizados pelo organismo, o corpo os armazena em forma de tecido adiposo. Para evitar estes problemas, é essencial consumir a maltodextrina somente com a orientação de uma nutricionista ou médico especialista.

Folia, amigos, praia… E Treino!

Estar na folia ou em qualquer outro evento festivo, estar com amigos e com a família requer organização! Se você quer ter sucesso no esporte que pratica, deve saber priorizar, saber o que é importante e o que te faz feliz. Tenha certeza que precisará abdicar de algumas coisas. Terá que persistir e ter disciplina. Sem esquecer dela… A rotina! E qual o problema em estabelecer uma rotina? Nenhum! Ela provavelmente fará com que você otimize todo o seu tempo, pois ajudará a estabelecer como você realizará todas as suas funções, no dia após dia.

E qual seria então uma solução para conciliar o carnaval, por exemplo, e os treinamentos? Para quem não curte, intensificar um pouco mais os treinos. Para os foliões, fazer treinos leves, de meia hora, somente para acelerar a oxigenação da musculatura e não se comprometer com provas logo após a data. É necessária uma programação.

Lembre-se que o álcool desidrata o organismo. Então, beba com moderação e consuma também outras bebidas que ajudem na hidratação. Comer é importante, principalmente os carboidratos que são fonte rápida de energia. E o sono é fundamental para o seu desenvolvimento: reforça a imunidade, renova as células, neutraliza radicais livres, consolida a memória, ativa o hormônio de crescimento, entre outros.

É obvio que a vida não tem um script definido… Haverá dias em que alguma coisa poderá não funcionar. É aí que entra a balança para administrar os obstáculos. Aceite que as intempéries fazem parte do seu treinamento e que a adaptação é necessária para tudo dar certo.

Folia_Treino

E que continuem os treinos!

Correr na Areia

Qual foi aquele dia que você chegou a uma praia com aquela areia super fofa e de cara percebeu que é até difícil andar? Tudo bem, então imagina correr? Mas para nós exercitantes, correr na areia fofa pode ser mais benéfico do que você imagina. Uma leve corrida na areia fofa e você tem a sensação de ter corrido uma maratona. Por que se torna tão difícil correr na areia?

A primeira resposta vem das leis da física, ao dar uma passada colocando força no chão como resposta você é impulsionado para frente e para cima. Na areia fofa ao dar uma passada ela cede até ter resistência para impulsionar para frente e para cima, ou seja, você precisa fazer muito mais força para conseguir dar uma passada. Lei da ação e reação.

Por ser fofa a areia se torna um solo imperfeito, totalmente instável, os músculos e articulações trabalham intensamente para manter o equilíbrio.

Benefícios de correr na areia

Quem treina para correr sabe bem o que é um treino de propriocepção (termo utilizado para nomear a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação, a força exercida pelos músculos e a posição de cada parte do corpo em relação às demais). Ganhar estabilidade e resistência nas articulações, equilíbrio e fortalecimento muscular. Agora imagina treinar isso fazendo o que você gosta de fazer, correr.

Correr na areia fofa queima mais calorias por exigir mais da musculatura, é um bom exercício para entrar em forma. Melhora o condicionamento e o rendimento. Estudos mostram que treinar na areia melhora a explosão em até 2,5% comparada com a grama. E melhora a resistência em até 3,4%. 

Dicas para correr na areia

Sempre é bom tomar alguns cuidados porque até correr na areia fofa pode provocar lesões.

Na praia, vemos muitas pessoas correndo próximas do mar, onde a areia é firme e claro mais fácil de correr. O que se deve tomar cuidado nesse caso é a inclinação do solo, correr muito tempo em inclinação lateral pode provocar lesões no joelho, tornozelo e até coluna.

Antes de correr na areia fofa faça um bom aquecimento, uma articulação bem lubrificada e um músculo irrigado irão facilitar a atividade.

Nós, do MundoRun gostamos de correr descalços na areia, achamos mais prazeroso e eficaz, pois correndo descalço sentimos mais os músculos do pé trabalhando, entretanto devemos ficar atentos porque pode acontecer de ter objetos cortantes ou até mesmo uma pedra que podem machucá-los.