Série Suplementos: Glutamina

glutamina-benefícios

A Glutamina é um aminoácido produzido pelo corpo a partir de determinado metabolismo. É sintetizada a partir do ácido glutâmico, valina e isoleucina. Desses dois últimos aminoácidos essenciais citados, a conclusão é que os BCAA’s são as maiores fontes para síntese da Glutamina. É uma das proteínas mais abundantes em nosso corpo. Possui diversas funções importantes no corpo humano, por exemplo, ser fonte de energia para o sistema imune e participar de forma direta e ativa no crescimento muscular através da estimulação da síntese de proteínas.

Apesar de ser classificada pela literatura científica como um aminoácido não essencial, não queremos dizer que ela não seja essencial para nosso organismo, porque realiza funções vitais para o bom funcionamento de diversos órgãos como pulmões, coração, rim, fígado e intestino. Nosso organismo também a utiliza para o transporte de amônia e nitrogênio pela corrente sanguínea, e é por esse motivo que é necessário manter sempre constante a quantidade dela no sangue. Além de ser também uma fonte primária de energia para o nosso sistema imunológico, concluindo que sua escassez no organismo pode aumentar a incidência de doenças.

Blog-Glutamina(Face 2)

Para atletas de atividades físicas de alta intensidade, a Glutamina auxilia muito na recuperação após os treinos, evitando o catabolismo e o overtraining (termo usado para designar um excesso de treinamento. Ocorre quando a pessoa treina de forma inadequada, não respeitando os intervalos ou tempo de recuperação. Leia o post http://www.mundorun.rio/treino/descansar-e-recuperar/), pois apesar dela ser produzida pelo corpo e representar praticamente 60% do tecido muscular esquelético, ainda a necessidade de seu consumo através da suplementação, já que a demanda de Glutamina nos músculos é muito maior do que o corpo é capaz de produzir nos casos desses atletas.

Participa de forma relevante na síntese de outros aminoácidos e ajuda a manter a homeostase (equilíbrio e conservação de elementos fisiológicos e do metabolismo) dos tecidos durante o processo de catabolismo. Outra função importante é o fato dela conseguir liberar quantidades extras de hormônios na corrente sanguínea, como a testosterona, por exemplo.

Também possui importante papel na produção de glicose. Manter um pH sanguíneo adequado, ou seja, dentro da faixa índice de 7.35 a 7.45 é de vital importância. Para que todos os nossos órgãos possam funcionar da maneira correta é necessário que haja um pH ótimo. A glutamina também ajuda a manter esses valores ideais.
É uma proteína tão importante para a boa manutenção das funções orgânicas que ela é indicada para pacientes com câncer e HIV. Em doenças como essas, os pacientes estão com a imunidade muito baixa, seja pelo processo de quimioterapia no caso do câncer, ou pelo ataque do vírus às células do corpo no caso do HIV.

Outro uso que ainda está em estudo é no caso de tratamento contra os danos do alcoolismo. A glutamina estimularia a produção de neurotransmissores que reduziriam os problemas no sistema nervoso, causados pelo álcool.

Na maioria das pesquisas feitas em indivíduos saudáveis que utilizaram essa substância por um certo período, demonstraram que seu uso é seguro e que não a risco de efeitos colaterais. Apenas em indivíduos diabéticos seu uso tem que ser controlado por um médico, já que estudos mostraram que diabéticos metabolizam a Glutamina de maneira anormal.

IMG_2532

Be Sociable, Share!

1 Response

Deixe uma resposta


*